Pra que cabelo? Pra que, Seu Queiroz?

março 21, 2010

(primeira parte)  

O jogador Careca não sofria desse problema, mas era fã do Palhaço Carequinha

Devido à sua precoce calvície, Queiroz Urbano Escalhendio Rayol Ceseano Ibridi Armandino, desde os tempos de menino, na pacata cidade de Varre-Sai (na época,  um distrito de Natividade), já sofria com as brincadeiras dos colegas da  Escola Municipal Elídio Valentim de Moraes. Sua acomia já dava sinais avançados e suas madeixas praticavam um tipo de suicídio coletivo, nunca estudado pelo sociólogo e careca francês Émile Durkheim.  

Apenas o mestre Roberto Cerut tinha palavras reconfortantes para o mancebo. Proclamava o professor de ciências, artes culinárias e moral e cívica, com tom de Mestre dos Magos:

– Se cabelo fosse importante não nasceria de baixo do braço!
 
Há uma característica comum a todos os carecas: além de não ter cabelo, todo careca é antes de tudo um crédulo. Alguns ensinamentos são passados de pai para filho entre católicos, protestantes, budistas, umbandistas – enfim, todas as religiões existentes e as ainda não instituídas. E foi assim que Queiroz tentou, na adolescência, todo tipo de tratamento capilar!
 
Sua avó, dona Hilária Batista, fez o pobre do menino ficar mais de cinco horas de cabeça pra baixo, no cemitério do Caju, com pra lá de um quilo de titica de uma galinha de cor ocre-marajó (aquela tonalidade do siri depois de cozido) na cabeça. O trabalho teve resultado inesquecível, pois o cheiro da titica – merda, na linguagem infantil – da penosa ficou na cabeça do menino por muitas gerações.
 
 Até o líder religioso afro-coreano Pai Chan Chan, uma espécie de SAMU daqueles tempos, que dava consultas num terreiro nos arredores do Jardim Gramacho (Duque de Caxias), foi chamado para tentar salvar o pobre menino de calças curtas.
 
O pai de santo incorporou o caboclo Natalício Tenório Cavalcanti, que fez um versinho parodiando a agonia do rapaz e antecipando em anos um dos sambas mais cantados pela futura escola de samba projaquiana do local:
 
“De homem nascido de barriga de mulher
Problema como esse não meto a colher
Isso não tem solução, talvez boné
Vá logo meu rapaz, não pare pra pensar
Seu problema é tão sério, que faz até você pensar em casar
Casamento não é bom nessa idade e em nenhuma outra
Dá mais cana pro santo, que ainda tá pouca”
 
E os versos do caboclo terminavam com um sonoro “touca, touca, touca” (…)
 
(continua na próxima semana!)
 
Por Diogo Cunha

Anúncios

9 Respostas to “Pra que cabelo? Pra que, Seu Queiroz?”

  1. cabelo, pra que cabelo, se ela não me dá bola? rs vcs são loucos. é por isso… rs

  2. Chico Alves said

    Trata-se um auto-exorcismo?
    Cabelo não traz felicidade Dioguito, o corte dele é que traz,para o Werner e para aquele filadaputa careiro que o Artur me levou (R$40,00) , juro que preferi ser careca quando o miserento me falou o preço, depois de meia juba cortada, quase peço pra ele cortar só a metade e cobrar R$20,00.
    Chico Alves.

  3. m.m. said

    Meu querido, tome como consolo as novas tendências capilares. Por exemplo, os negros e sararás. No passado, todos queriam alisar suas madeixas. Hoje em dia, tem loura fazendo dread lock, morô ? Fora as tinturas acaju e suas adjacências, que sempre deixavam seu recado quando os cabelos começavam a pratear. Se fosse o caso , nosso amigo Cancela Compromisso já teria posto a cabeça no balde há tempos, desde que o encanto está ausente e há ferrugem no sorriso. Mas não, pelo contrário, é até charmoso, segundo elas. Creio que chegará a vez dos carecas, se é que ainda não chegou. O velho clichê “É dos carecas que elas gostam mais” ainda é ouvido por aí, nas entrelinhas….Apesar de que devo confessar que sempre achei isso a maior desculpa, tipo aquela do ” tamanho não é documento”, feita obviamente por um indivíduo micropeniano que encontrou uma alma caridosa para confortá-lo. Em suma, meu caro, o que importa é o que tem dentro da sua cabecinha, e não fora dela. Conheco um carequinha que, numa festa com 20 pessoas, arranjou uma gata que até hoje não sei o fim da história….

  4. André Jamaica said

    Chico, a solução é comprar aquelas máquinas de cortar cabelo nas Lojas Americanas ou na Casa e Vídeo. Há anos não sei o que gastar dinheiro com o Barbeiro. Mas acho que vc faz aquela linha pente, tesoura e talco. Tipo ” Coiffeur”, sacou?

  5. Victor said

    Está rolando o seguinte boato sobre o Seu Queiroz: numa de suas incursões pelo interior do Brasil, mais precisamente Moeda-MG, ficou muito amigo de um tal Vicentino. Diz que ele foi até objeto de pesquisa do mineiro que jurou tratar sua calvície com uma loção natural. Seu Queiroz, como todo bom calvo-crédulo, aceitou o tratamento, mas parece que acabou se desentendendo com Vicentino. Alguém confirma essa informação?

  6. Sergio Moreth said

    Uma piadinha infame sobre os Capilarmente desprotegidos!

    O careca, usando uma muleta, chega numa loja de fantasias e diz ao atendente: – Estou querendo ir à um baile de carnaval e preciso de uma fantasia. – Pois não! Tenho uma aqui de pirata que é lindíssima, inclusive vai disfarçar a sua muleta e a sua careca! – Legal! Quanto custa? – 380 Reais! – Caramba! Não tem uma mais baratinha? – O senhor pode ir fantasiado de monge. Esse hábito franciscano lhe cairá perfeitamente. – Quanto custa? – 120 Reais! – Caramba! Não tem uma mais baratinha? – Que tal essa fantasia de surfista? Um bermudão, uma camiseta, óculos escuros… – Quanto custa? – 40 Reais! – Caramba! Não tem uma mais baratinha? Aí o atendente se encheu, foi lá pra dentro e voltou com um pote na mão. – Toma, são três Reais! – O que é isso? – É calda de caramelo. Você despeja na cabeça, enfia a muleta no cu e sai fantasiado de maçã do amor!

    Creditos para http://www.clubedoscarecas.com.br Diogão e um grande benemerito dessa associação sem fins, nem meios e muito menos cabelos.

  7. Chico Alves said

    Jama,
    Coiffeur é coisa de baitola, eu corto é no barbeiro ao lado da Folha seca por R$7.00.
    O corte é em pé e não tem direito a reclamar, paguei R$40.00 pq fui acompanhar o Arthur , mifu, conclusão: Vou ficar 4 meses sem cortar pra diluir o preju.

  8. pô, essa sala de comentários tá parecendo um boteco, mesa de amiguinhos. pode servir o vinho, plizzz! Jama, onde anda vc? bjs

    • Ih, Dea deu a deixa. Tá na hora de marcar a primeira festividade desta publicação… Dizem que o grande evento se chamará Maravilhas do Atlântico. E que terá lugar nas imediacoes do Cassino da Urca. Preparem as becas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: